Notícias

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 3T17

BR Properties registra no trimestre Lucro Líquido Ajustado (FFO) de R$22,3 milhões, representando um aumento de 68% em relação ao 3T16

São Paulo, 7 de novembro de 2017 - A BR Properties S.A. (Bovespa: BRPR3), uma das maiores companhias de investimento em imóveis comerciais do Brasil, anuncia hoje seus resultados referentes ao 3T17. Atualmente, a BR Properties possui 46 imóveis comerciais que totalizam 685 mil m² de área bruta locável (ABL), dos quais 5 são terrenos que correspondem a 74 mil m² de ABL potencial. A Companhia também faz a administração de propriedades de seu portfólio através da subsidiária BRPR A.

DESTAQUES DO 3T17

  • A BR Properties registrou no 3T17 receita líquida de R$106,2 milhões, correspondendo a uma redução de 4% em relação ao 3T16. Esse resultado é explicado principalmente pela redução do valor de aluguel de determinados contratos.
  • A Companhia apresentou no 3T17 EBITDA ajustado de R$80,4 milhões, resultando em uma margem de 76%, uma das mais altas do setor.
  • O resultado financeiro (despesa) ajustado no 3T17 foi de R$54,5 milhões. Se comparado ao segundo trimestre desse ano, a economia financeira atingiu 17%, mais uma vez refletindo os esforços feitos pela Companhia em 2016, ao se posicionar de forma a poder capturar os benefícios relacionados às recentes reduções da taxa básica de juros (SELIC).
  • A BR Properties registrou um lucro líquido de R$13,0 milhões no 3T17, atingindo no acumulado do ano lucro de R$187,0 milhões.
  • O Lucro Líquido Ajustado (FFO) no 3T17 foi de R$22,3 milhões com margem de 21%, representando um aumento de 68% em relação ao 3T16.
  • A BR Properties fechou o trimestre com uma posição de caixa de R$910,0 milhões.
  • A dívida líquida ao final do trimestre era de R$2.281,9 milhões. O custo médio da dívida ao final do período era de 9,1% ou 112% do CDI.
  • O portfólio da BR Properties fechou o trimestre com taxas de vacância financeira e física consolidadas de 22,6% e 30,8%, respectivamente, representando uma redução de 1,8 ponto percentual na vacância física, em relação ao 2T17. Considerando a mesma base de ativos, a redução é maior: as taxas de vacância financeira e física são de 21,8% e 29,8% respectivamente, representando uma redução de 2,8 pontos percentuais na vacância física, em relação ao trimestre anterior.
  • A Companhia concluiu a oferta pública de distribuição primária com esforços restritos de colocação (Follow-on), nos termos da Instrução CVM 476. Por meio da emissão de 108.906.849 novas ações ordinárias com preço por ação fixado em R$8,75, a BR Properties captou o montante total de R$952,9 milhões.
  • A BR Properties captou R$275,0 milhões através de sua 7ª Emissão de Debêntures. A emissão possui três séries com as seguintes características: As Debêntures da 1ª série tem prazo de vencimento de 12 anos e custo de CDI + 1,55% ao ano. As Debêntures da 2ª e 3ª séries tem prazo de vencimento de 15 anos e custo de IPCA + 7,23% ao ano.
  • Foi concluída a aquisição do Condomínio Centenário Plaza na cidade de São Paulo. Os dois imóveis que compõem o condomínio representam uma área locável de 53.892 m² e foram adquiridos pelo valor total de R$439,6 milhões.
  • Foi concluída a aquisição do Galpão Imbuia, localizado no município de Jarinu, com área locável de 22.986 m² e pelo preço total de R$49,4 milhões. Entre o período de assinatura do Compromisso de Compra e Venda (CCV) e a conclusão da aquisição, 50% da propriedade foi locada.
  • Foi realizado o resgate antecipado de R$565,9 milhões referentes a 6ª Emissão de Debêntures, cujo custo era de 107% do CDI.
  • A BR Properties celebrou um Compromisso de Compra e Venda (CCV) visando à aquisição do imóvel com destinação logística/industrial denominado "Galpão Araucária", localizado no município de Jarinú - SP, com ABL de 14.338 m² e pelo preço total de R$32,0 milhões. O imóvel encontra-se em fase inicial de construção.

EVENTOS SUBSEQUENTES

  • Em 10 de outubro, a BR Properties concluiu a venda do Edifício "Henrique Schaumann" pelo valor líquido total de R$84,0 milhões.
  • Em 17 de outubro foi aprovado o Programa de Recompra de ações de emissão da própria Companhia. O Programa de Recompra vigerá até 16 de abril de 2019, e contempla a aquisição de até 2.904.727 ações ordinárias.

Para acessar o Relatório de Resultados do 3T17, clique aqui.