Notícias

DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DO 2T17

BR Properties registra no trimestre Lucro Líquido Ajustado (FFO) de R$20,9 milhões, com margem de 20%

São Paulo, 8 de agosto de 2017 - A BR Properties S.A. (Bovespa: BRPR3), uma das maiores companhias de investimento em imóveis comerciais do Brasil, anuncia hoje seus resultados referentes ao 2T17. Atualmente, a BR Properties possui 46 imóveis comerciais que totalizam 684 mil m² de área bruta locável (ABL), dos quais 5 são terrenos que correspondem a 74 mil m² de ABL potencial. A Companhia também faz a administração de propriedades de seu portfólio através da subsidiária BRPR A.

DESTAQUES DO 2T17

  • A BR Properties registrou no 2T17 receita líquida de R$104,7 milhões, correspondendo a uma redução de 6% em relação ao 2T16, se considerarmos a receita das mesmas propriedades. Essa redução é explicada pelo aumento da vacância em comparação ao 2T16 e pela redução do valor de aluguel de determinados contratos.
  • A Companhia apresentou no 2T17 EBITDA ajustado de R$83,0 milhões, resultando em uma margem de 79%, uma das mais altas do setor.
  • O resultado financeiro (despesa) ajustado no 2T17 foi de R$65,4 milhões. Se comparado ao primeiro trimestre desse ano, a economia financeira atingiu 18%, refletindo os esforços feitos pela Companhia em 2016, ao se posicionar de forma a capturar os benefícios relacionados às recentes reduções da taxa básica de juros (SELIC).
  • A BR Properties registrou um prejuízo líquido de R$8,8 milhões no 2T17. Esse resultado foi impactado principalmente pelo efeito não caixa da desvalorização cambial sobre o bônus perpétuo denominado em dólares, no montante de R$26,0 milhões.
  • O Lucro Líquido Ajustado (FFO) no 2T17 foi de R$20,9 milhões com margem de 20%, 2 pontos percentuais acima da margem registrada no trimestre anterior.
  • A BR Properties fechou o trimestre com uma posição de caixa de R$998,9 milhões.
  • A dívida líquida ao final do trimestre era de R$2.732,2 milhões. O custo médio da dívida ao final do período era de 10,5% ou 103% do CDI.
  • O portfólio da BR Properties fechou o trimestre com taxas de vacância financeira e física consolidadas de 22,9% e 32,6%, respectivamente, representando uma redução de 0,6 ponto percentual na vacância financeira, em relação ao trimestre anterior. Considerando as novas locações concluídas no mês de julho, totalizando 10.056 m² de ABL, as taxas atuais de vacância financeira e física consolidadas são reduzidas para 22,1% e 30,7%, respectivamente.

EVENTOS SUBSEQUENTES

  • Em 5 de julho, a Companhia concluiu a oferta pública de distribuição primária com esforços restritos de colocação, nos termos da Instrução CVM 476. Por meio da emissão de 108.906.849 novas ações ordinárias com preço por ação fixado em R$8,75, a BR Properties captou o montante total de R$952,9 milhões.
  • Em 10 de julho, a BR Properties captou R$275,0 milhões através de sua 7ª Emissão de Debentures. A emissão possui três séries com as seguintes características: As Debêntures da 1ª série tem prazo de vencimento de 12 anos e custo de CDI + 1,55% ao ano. As Debêntures da 2ª e 3ª séries tem prazo de vencimento de 15 anos e custo de IPCA + 7,23% ao ano.
  • Em 14 de julho, a Companhia concluiu a aquisição do Condomínio Centenário Plaza na cidade de São Paulo. Os dois imóveis que compõem o condomínio representam uma área locável de 53.892 m² e foram adquiridos pelo valor total de R$439,6 milhões.
  • Em 17 de julho, a BR Properties concluiu a aquisição do Galpão Imbuia, localizado no município de Jarinu, com área locável de 22.986 m² e pelo preço total de R$49,4 milhões. Entre o período de assinatura do Compromisso de Compra e Venda (CCV) e a conclusão da aquisição, 50% da propriedade foi locada.
  • Ao longo do mês de julho, foram concluídas locações no total de 10.056 m², sendo 9.836 m² no Panamérica Park e 221 m² no Ed TNU.

Para acessar o Relatório de Resultados do 2T17, clique aqui.